Sistema para restaurante: não invista antes de ler isso! - Blog da Casa Magalhães

Sistema para restaurante: não invista antes de ler isso!

Autor: Casa Magalhães Assunto: Data: 26/08/2019
Sistema para restaurante: não invista antes de ler isso!

Não há dúvidas sobre o assunto: adotar um sistema fiscal para restaurante é uma providência transformadora, que potencializa a eficiência do estabelecimento, elimina a chance de erros humanos na parte financeira e melhora a experiência para os clientes. Para quem quer mais resultados e menos dores de cabeça, esse tipo de solução tecnológica é ideal.

Ainda assim, muitos gerentes e donos de bares e restaurantes ainda desconhecem as funcionalidades desta categoria de softwares ou temem por uma suposta alta complexidade em sua operação. Na prática, a tecnologia é bem mais simples e fácil do que os métodos tradicionais.

Para ajudar a entender melhor esse assunto e esclarecer qualquer tipo de dúvida, vamos avaliar alguns pontos bem relevantes na hora de decidir ter ou não um sistema fiscal para restaurantes. Acompanhe o texto a seguir!

Qual a importância de um eficiente sistema para restaurante?

Hoje no mercado existem muitas opções de softwares para bares e restaurantes, desde os mais abrangentes até os mais específicos, desenvolvidos para cada setor de operação de um estabelecimento, como:

Portanto, a importância de contar com uma boa ferramenta está ligada principalmente aos fatos de automatizar processos, registrar informações e gerar meios de mensurar resultados de maneira mais fácil. Em outras palavras, eles ajudam você a padronizar processos do dia a dia, tornando-os mais simples com economia de tempo e recursos, além da redução de desperdícios.

Um bom sistema fiscal também é fundamental para profissionalizar a gestão do estabelecimento. Com ele, é possível organizar melhor as finanças e otimizar a parte mais burocrática do trabalho, dando tempo para que os gerentes se ocupem com tarefas críticas da gestão do restaurante.

O que avaliar na hora de escolher um bom sistema para restaurante?

A escolha por um sistema para restaurantes nunca deve ser feita no impulso. É importante ter certeza de que a solução será efetiva para o negócio, para não pagar caro por um produto que não resolve os seus problemas. Além disso, o suporte técnico e a qualidade do atendimento também são quesitos essenciais que precisam ser levados em conta nesse tipo de aquisição.

Antes de você decidir, considere algumas questões que ajudarão a fazer a melhor escolha, de acordo com os objetivos do seu negócio e com a sua possibilidade de investimento.

Examine se o sistema atende a sua necessidade

A primeira coisa que precisa ser compreendida é que existem diferentes tipos de sistemas, cada um com um foco de atuação, um tipo de objetivo, uma forma de operar e também aqueles elaborados a partir de empresas fornecedoras que contam com dinâmicas distintas.

Isso faz com que seja possível encontrar no mercado as diferentes opções para o seu restaurante. Esse ponto é, de certo modo, uma coisa boa. Significa mais chances de acertar em uma fórmula de trabalho mais adequada ao seu perfil de gestão e de negócio.

O problema de tanta diversidade no cardápio de um sistema fiscal para restaurantes é que a margem de erro da escolha da ferramenta ideal também fica consideravelmente maior. É nessa hora que alguns líderes contratam serviços que talvez não sejam os mais ajustados aos seus negócios, e assim, más experiências acontecem.

É claro que também nesse mar de programas serão encontrados aqueles que não funcionam simplesmente por causa da falta de experiência do fornecedor, de fragilidades na plataforma escolhida e pela falta de especialização da equipe desenvolvedora.

Na primeira pesquisa pelo mercado, é interessante verificar quais são os sistemas que conseguem cumprir a demanda do seu negócio. Não existe uma opção que será melhor em todos os tipos de situações. Restaurantes menores têm problemas e desafios completamente diferentes de quem já opera em uma rede com filiais, por exemplo. O mais importante é comparar as funcionalidades com as necessidades da empresa.

Por isso, ao buscar um sistema fiscal para restaurantes, tenha o cuidado de selecionar uma empresa que tenha comprovada expertise na área e que oferte produtos alinhados tanto com o seu tipo de negócio quanto com o seu perfil de gerenciamento. Pesquisa e experimentação nessa hora são fundamentais.

Uma vez resolvida a questão, poderá ver como a sua operação diária dará um salto no que diz respeito à qualidade dos processos e também quanto à agilidade deles.

Como estamos falando de integração de procedimentos e minimização do tempo de cada um deles, quanto mais atendimentos, pagamentos, compras, extração de relatórios e outros processos você precisar fazer em menos tempo, mais fácil será perceber todo o ganho de performance.

Por sua vez, a agilidade operacional é proporcionada pela automação da ferramenta. Pense bem: quanto tempo demora para um garçom atender, tomar nota dos pedidos de alguns clientes e passar para a cozinha da maneira tradicional? Imagine agora que os pedidos são transmitidos no mesmo instante que são feitos na mesa. Começou a ver a diferença?

Confira se existe um programa de capacitação ou treinamentos

Gestores mais tradicionais normalmente tendem a ter resistência a mudanças, sejam elas quais forem. Contudo, em um mundo digital onde tudo parece girar cada vez mais rápido, quem não consegue se adaptar acaba perdendo a competitividade e vendo seus resultados minguarem.

Muitas vezes a maior barreira está em aprender uma nova habilidade ou verdadeiramente assumir uma ferramenta mais moderna. Se você tem esse receio, mantenha a tranquilidade pois, a cada dia, todas as empresas, especialmente as de tecnologia, estão cada vez mais preocupadas em tornar os processos e os treinamentos mais fáceis de serem assimilados.

Basta lembrar que, antigamente, tanto equipamentos quanto sistema para restaurante vinham com manuais gigantes ou precisavam ser comprados em conjunto com cursos para serem utilizados. Hoje, porém, quase tudo é operado com poucas linhas de instruções.

Mas, por mais intuitiva que seja a opção escolhida, é recomendável checar se existe um programa de capacitação ou treinamentos, mesmo que sejam apenas uma série de vídeos curtos explicando as funcionalidades e a operação do sistema.

Por ser uma ferramenta de trabalho, é importante que o time já tenha uma noção básica antes de começar a utilizar o software na prática. Naturalmente, quanto mais experiência, melhor a performance da equipe com o sistema, mas não vale a pena correr o risco de comprometer um dia de trabalho enquanto os colaboradores tentam aprender a utilizar a ferramenta na tentativa e erro.

Por fim, os treinamentos são rápidos e fáceis de serem realizados. Tudo sem muita complicação e orientados a colocar logo em prática as ferramentas em questão.

Cheque se o sistema tem uma interface intuitiva

Essa facilidade se dá em muito pelo que chamamos de interface intuitiva. Por mais que seja complexa e grande a estrutura interna de um sistema para restaurante, com integração de ferramentas, computação em nuvem, validação de protocolos e todo tipo de procedimentos; ele sempre tem que ser programado para promover uma relação de simplicidade em sua utilização.

Pense bem: quantos aplicativos você tem em seu smartphone que usa todo dia e nunca precisou ter nenhuma aula ou curso para poder manusear? O que parece é que, de uma maneira ou de outra, já sabemos usar cada um deles.

A verdade é que esse pensamento não está errado. Como já temos uma vida digital bastante movimentada, as soluções de usabilidade que são encontradas por alguns programas acabam sendo compartilhadas por outras e aí tudo fica mais natural. Assim, acabamos absorvendo conceitos automaticamente como:

  • “fechar” um aplicativo;
  • “salvar” um arquivo;
  • “deslizar” a tela;
  • assumimos que um botão vermelho talvez esteja relacionado com uma gravação e outras coisas do tipo.

Verifique se o sistema conta com uma operação dinâmica

Ao final, escolhido um programa que condiz com a sua necessidade e padrão de operação, a rotina do restaurante certamente fica mais dinâmica.

Seu controle de estoque se torna cada dia menos uma dor de cabeça e cada vez mais uma ferramenta estratégica de gestão. Seu financeiro deixa de ser calculado com lentidão e, mais importante, sem os errosque vez ou outra acontecem quando a operação é manual.

Devemos também pensar na experiência dos clientes. Imagine um sistema mais fácil de pagamento, ágil e rápido. Assim, eles terão a chance de desfrutar de um atendimento mais agradável tendo seu tempo de espera diminuído à medida que a cozinha começa o preparo das refeições sem demora. Além disso, a possibilidade da troca da ordem dos pedidos que chegam é eliminada.

Isso quer dizer mais agilidade e qualidade nos serviços. Significa também que o tempo médio de rotatividade das mesas pode diminuir e que o volume do tíquete médio, ao mesmo tempo, pode aumentar, visto que os pedidos saem com menos tempo de espera.

Quais os benefícios que um sistema para restaurante de qualidade traz para a empresa?

Como você pode ver, existem vários benefícios em se adotar um sistema para restaurante. Destacamos os principais a seguir. Confira!

Redução de erros

Contar com um bom sistema auxilia, principalmente, na redução de erros e de demanda de mão de obra durante a execução dos processos. Isso porque, como dissemos, a maior parte das ações será automatizada. Ou seja, dificilmente erros de fornecimento de informações ou mesmo de digitação ocorrerão.

Assim sendo, você também consegue perceber a diminuição do índice de retrabalho, um aspecto que fatalmente faz restaurantes perderem tempo e dinheiro.

Mais agilidade

Todos os profissionais ganham com mais agilidade no atendimento, produção e fechamento de pedidos. Por sua vez, seus clientes fortalecem mais a confiança e sentem tranquilidade.

A partir do momento que você tem o controle total de informações, você e sua equipe ganham tempo para executar outras ações e entregar o melhor para o seu público.

Portanto, a otimização permitirá que o seu estabelecimento cresça dentro do mercado. Afinal de contas, o tempo que você antes gastava para realizar todas as ações pertinentes à rotina do seu restaurante, agora será direcionado para outras coisas igualmente importantes.

Centralização de processos

Um dos maiores desafios que quem não conta com um sistema fiscal para restaurantes que seja eficaz enfrenta é que todas as tarefas ficam espalhadas. Nesse sentido, há uma planilha de estoque, outra de finanças, um programa de atendimento etc.

Uma das vantagens de contar com uma solução completa e integrada é que você centralizará todas as tarefas em apenas um lugar. Desde a gestão de estoque até o gerenciamento financeiro, todos esses processos estarão reunidos, ou seja, você tem a chance de controlar tudo em um só programa, o que tornará o seu dia a dia bem mais ágil.

Melhoria da experiência do cliente

Se você acerta na escolha do melhor sistema especificamente para o seu restaurante, a experiência do cliente também é afetada positivamente. Isso porque as operações integradas permitem que você atenda seu público de forma mais rápida e eficaz.

Por exemplo, quando você tem um gerenciamento do estoque por meio de um software, dificilmente deixará de saber quando uma matéria-prima está prestes a acabar. Assim sendo, sua cozinha nunca ficará sem os itens necessários para produzir os pratos do cardápio.

Isso faz toda a diferença não só para a experiência do cliente, que é um dos pontos principais para o sucesso de qualquer estabelecimento, mas também para o seu faturamento.

Custo-benefício

Ao levarmos em conta todas as vantagens que um sistema fiscal para restaurantes oferece, seu custo-benefício talvez seja o ganho mais expressivo. Tenha em mente que o software otimizará vários processos em seu negócio, e isso impedirá que você tenha custos desnecessários.

Por exemplo, com a agilidade dos pedidos, o seu ticket médio e volume vendas aumentam. Consequentemente, o seu faturamento também cresce. Isso significa que todo o investimento que você fez para obter a ferramenta refletirá de maneira positiva no seu empreendimento. Principalmente a longo prazo, quando a gestão mais eficaz fará toda a diferença diretamente na experiência do cliente.

Para conseguir usufruir ao máximo de cada um desses benefícios, seja de ordem prática, econômica, da satisfação dos seus clientes, de uma gestão mais estratégica ou ajudando o seu pessoal a conseguir entregar um serviço de melhor qualidade, o que você precisa é encontrar a ferramenta mais adequada.

Se você quer ter sucesso no entendimento do que realmente seu restaurante precisa, é necessário uma boa compreensão das funcionalidades e ferramentas disponíveis.

Quais as funcionalidades que um sistema para restaurantes deve ter?

Esse é o momento de definir suas escolhas com base nas características que cada sistema tem para oferecer. Isso ajuda a classificar os recursos que a ferramenta “deve ter” para “seria bom ter, mas não é necessário”, pois essa definição é o que colabora para determinar o melhor sistema em geral para suas necessidades.

Portanto, o objetivo é encontrar uma solução que inclua todas as funções específicas para o seu restaurante. Para tanto, aproveite e use seguinte lista de verificação que ajudará você a determinar os recursos que são mais importantes.

É preciso ter integração com algum aplicativo Delivery?

Atualmente o serviço de motoboy é uma estratégia muito interessante. No início, talvez o seu sistema para restaurante não terá esse serviço, mas convém saber se na ferramenta que você está adquirindo existe essa integração.

É importante a funcionalidade de gerenciamento de mesa, comandas ou balcão?

Estamos falando de um recurso que é oferecido em alguns dos sistemas mais robustos. Lembre-se de certificar-se acerca do gerenciamento de mesas e comandas.

É necessário contar com um gerenciamento de estoque com suporte a controle de insumos?

Por exemplo, seu restaurante funciona também como pizzaria que usa diferentes ingredientes para cada pizza. Será preciso que o sistema tenha capacidade de rastrear inventário para cada ingrediente que leva na pizza? Algumas soluções oferecem gerenciamento de estoque em tempo real, que informa quando é hora de fazer um pedido e mantém a conta daquilo que você mais usa.

Além dessas funcionalidades que você deve checar sua demanda antes de adquirir um sistema para restaurante, é importante verificar também se:

  • a ferramenta conta com abertura para novas implementações, pois quem evolui o sistema é o próprio cliente;
  • você precisa que seus garçons façam pedidos por meio de tablets ou smartphones;
  • é importante a capacidade de imprimir na cozinha;
  • você quer vender itens por peso, com balança integrada;
  • existem outros requisitos que você gostaria de adicionar.

A verdade é que todos os negócios são únicos, portanto certifique-se de fazer referência à sua lista de funcionalidades indispensáveis ​​em um sistema fiscal para restaurantes que serão personalizadas especificamente para o seu caso.

Se você gostou deste conteúdo e deseja conhecer melhor as nossas soluções em sistema fiscal para restaurantes, entre em contato conosco agora mesmo! Teremos muito prazer em atender você!

 

 


 

 

Compartilhe:

Outros Artigos Relacionados

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.