Vender fiado e com segurança: descubra como isso é possível - Blog da Casa Magalhães

Vender fiado e com segurança: descubra como isso é possível

Autor: Casa Magalhães Assunto: Data: 25/01/2019
Como vender fiado com segurança

A saúde financeira de um supermercado depende tanto do volume de vendas efetuado mensalmente quanto da qualidade dessas transações. É claro que fechar muitos negócios deve ser a meta da gestão do empreendimento, mas ficar de olho no andamento dessas operações também é essencial para manter a empresa em atividade — vender fiado, por exemplo, pode representar um risco.

Especialmente diante da crise econômica que se abate sobre o país, oferecer boas condições de pagamento se torna um importante diferencial. No entanto, as vendas fiadas dificultam a administração financeira e é uma prática que pode, inclusive, causar rombos no caixa da companhia.

Em uma transação desse tipo, o empreendedor se abstém de receber à vista e confia que o cliente fará o pagamento mais tarde, em uma data acordada. Porém, o maior problema vem quando o consumidor não quita sua dívida.

Então, surgem as dúvidas: como diminuir as vendas fiadas e as inadimplências e como tornar essas vendas mais seguras? Reunimos, portanto, as melhores dicas neste post. Confira!

Qual o problema de vender fiado?

Na ânsia de fechar uma venda, o empreendedor pode se esquecer que, quando o cliente não quita a sua dívida, quem arca com o custo do produto ou serviço é a própria empresa.

A prática de vender fiado é comum especialmente em pequenas cidades, onde o consumidor e o gestor se conhecem. Essa situação pode aumentar a inadimplência em seu supermercado, e por isso merece atenção. Sendo assim, é preciso tomar cuidado para não cair em uma armadilha.

Ainda que não tenha sido necessário desembolsar uma alta quantia pelo produto que o cliente adquiriu nessas condições, a hora trabalhada por seus funcionários e as demais despesas devem entrar no cálculo. Ou seja, vender fiado custa mais do que pode parecer.

O tempo e o investimento financeiro gastos para prestar um serviço pelo qual você não recebe poderiam ser revertidos a outras transações. Tempo e dinheiro são extremamente valiosos na gestão de negócios, por isso é importante sempre prezar as atividades estratégicas.

As consequências

Realizar cobranças provoca desgastes nas relações, principalmente quando os consumidores também são seus amigos, uma vez que cobrar o débito pode ser uma obrigação desagradável.

Não saber ao certo quando o dinheiro da venda entrará no caixa ainda gera outra dificuldade: fica difícil realizar o controle das finanças.

Acumular vendas fiadas causa uma grande imprecisão, deixando menos dinheiro do que o necessário no caixa. Isso prejudica o planejamento e até mesmo o funcionamento do negócio.

Além do rombo no caixa, as inadimplências acabam sendo descontadas do salário do empreendedor do supermercado, já que não é possível fugir das contas que precisam ser pagas.

vender fiado com segurança

Como vender fiado com segurança?

Venda fiado somente para clientes confiáveis

Vender fiado demanda uma relação de confiança entre o empreendedor e o consumidor. Esse laço não pode se estabelecer de uma hora para outra e, por isso, não é recomendável fazer negócios fiados com qualquer um.

Os comércios, geralmente, têm sua clientela já fidelizada, formada principalmente pelos consumidores que moram nos arredores do comércio. A venda fiada deve ficar restrita a esses clientes.

Exija a documentação

É importante ter em mãos os principais dados do cliente que pretende comprar fiado. Manter a identidade do consumidor registrada é essencial para realizar o controle e saber o histórico de quem está solicitando a venda.

Não se acanhe: peça a cópia da identidade e do Cadastro de Pessoa Física (CPF), mantendo, assim, os dados mais importantes registrados.

Essas informações possibilitam uma futura cobrança, caso seja necessário notificar o comprador. Pedir informações de contato e o endereço do cliente também é relevante. Além disso, de certo modo, a obrigação de transferir esses dados ao supermercado já inibe a inadimplência.

Adote a tecnologia

Muitos empreendedores ainda apostam em métodos analógicos, registrando cada inadimplente na ponta do lápis, com a ajuda do conhecido “caderno de cobranças”. Entretanto, a Era Digital chega com possibilidades cada vez mais relevantes, e o gestor pode (e deve!) se aproveitar disso.

É fundamental que cada cliente seja registrado em um sistema digital, podendo ser feito com facilidade em uma planilha de Excel ou, melhor ainda, em um sistema específico que registre todos os itens adquiridos e os valores correspondentes de cada compra.

O importante é calcular periodicamente a dívida do cliente e não deixar de realizar a notificação de cobrança, caso seja necessário.

Realize as cobranças

Cobrar uma dívida não é uma atividade prazerosa, mas pode ser necessária. As contas precisam fechar e as vendas fiadas precisam ser pagas pelos inadimplentes, ou o caixa do supermercado sai prejudicado.

Sendo assim, busque maneiras eficientes de notificar os devedores, evitando causar mal-estar. Além disso, aposte em medidas eficientes que não demandem muito tempo ou gasto. Que tal apostar, por exemplo, em uma notificação por SMS?

Como evitar vender fiado?

Ofereça novas condições de pagamento

Se o cliente não tem dinheiro na hora da compra ou pretende parcelar, você pode disponibilizar o pagamento por meio de cartões de crédito ou débito. Apesar das taxas a cada transação, os riscos de inadimplência saem da responsabilidade do gestor.

Sugira outra data para a compra

À primeira vista, pode parecer uma grosseria responder dessa forma, mas se o vendedor utiliza o tom certo, sugerir uma nova data para a compra se torna uma boa opção. A equipe pode conversar com o cliente e saber quando ele terá dinheiro para efetuar o pagamento e então guardar o produto até esse dia.

Utilize avisos que digam não à venda fiada

Para parar de vender fiado, use e abuse dos avisos, vale até o clássico “não vendemos fiado!”, mas a depender do perfil de seu supermercado podem ser colocados até mesmo anúncios divertidos.

Vale também frisar que seu estabelecimento aceita cartão e parcelamento, fazendo o consumidor reconsiderar a decisão de pedir pela venda fiada.

Vender fiado deve sempre ser evitado em seu negócio, a fim de manter as finanças em dia e a boa relação com seus compradores. Caso você veja a prática como necessária para manter as operações de seu supermercado, o melhor é torná-la o mais segura possível.

Gostou das nossas dicas? Aproveite para assinar a nossa newsletter e não perca nenhum de nossos conteúdos.


Compartilhe:

Outros Artigos Relacionados

Comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published.