Marketing de relacionamento: saiba fidelizar seus clientes

Autor: Casa Magalhães Assunto: Data: 10 de maio de 2018
Marketing de relacionamento: saiba fidelizar seus clientes

Hoje em dia, os clientes têm uma lealdade de marca muito baixa. Por isso, acabam migrando de uma para outra sem nenhum peso na consciência. E todo empreendedor sabe a importância que um relacionamento duradouro tem para os negócios. Desse modo, investir em marketing de relacionamento é garantir que as possibilidades de fidelizar clientes sejam maiores.

Além disso, tal estratégia ultrapassa o objetivo de obter clientes. Questões como a construção, a criação de autoridade no mercado e a disseminação da marca entre o público também são englobadas. Isso porque manter uma boa relação com os consumidores é a chave para conquistar melhores resultados.

No post de hoje, falaremos sobre o que é o marketing de relacionamento, qual a sua importância para o negócio e como aplicá-lo. Boa leitura!

O que é marketing de relacionamento?

O marketing de relacionamento engloba diversas estratégias, como as de construção, prospecção, fidelização, disseminação e criação de autoridade no mercado. Ele nada mais é do que todas as ações tomadas pela organização que tenham como objetivo um relacionamento positivo com os clientes.

O grande objetivo dessa estratégia é fazer com que os consumidores tornem-se fãs dos produtos e serviços, além de divulgadores da marca. Outro propósito é tornar a empresa referência no mercado, principalmente a partir das boas experiências oferecidas ao público.

A fim de alcançar tais objetivos, a empresa cria um relacionamento em que oferta benefícios para seus clientes e potenciais consumidores.

Por que essa estratégia é importante?

O marketing de relacionamento objetiva muito mais do que apenas auxiliar nas vendas. Ele visa conquistar fãs (e não apenas público). Não estamos tratando de uma estratégia que age em curto prazo, mas sim de uma tática que deseja criar uma relação contínua e progressiva.

E, além de gerar novas e recorrentes receitas, o marketing de relacionamento traz o consumidor para perto da companhia. Isso beneficia não só a pessoa — que obtém respostas mais rápidas e personalizadas às suas dúvidas —, mas também a empresa, que pode aprender com sua audiência, receber feedbacks constantes e, ainda, melhorar sua solução.

O público tem a possibilidade de aproximar-se da organização e conhecer, detalhadamente, as soluções que ela oferece. Dessa maneira, suas chances de perceber o valor da solução e de comprá-las são maiores.

Além disso, tendo uma excelente experiência com a empresa, provavelmente o público vai querer divulgá-la para outras pessoas. Assim, novos clientes serão atraídos.

Como aplicá-la?

Agora que você já sabe o que é o marketing de relacionamento e qual a sua importância para uma empresa, é importante entender como aplicá-lo na prática, não é mesmo?

Existem diversas formas de se fazer isso — e a internet fez questão de dar aquela ajuda, já que permite que as marcas se aproximem ainda mais do público. A seguir, veja algumas dicas para aplicar o marketing de relacionamento:

Colete dados sobre os clientes

Antes de qualquer coisa, é fundamental entender que não adianta querer fazer marketing de relacionamento sem conhecer o público. Como oferecer benefícios que ele deseja e gerar uma experiência realmente diferenciada sem conhecê-lo? Definitivamente, não é possível.

Por isso, é preciso criar as personas da empresa, isto é, as representações dos melhores clientes. Assim, será possível focar o relacionamento com tais pessoas, objetivando atraí-las e transformá-las em consumidoras.

Atraindo essa audiência e coletando algumas informações sobre ela, uma base de contatos será gerada. E isso possibilitará um relacionamento capaz de gerar e fidelizar clientes.

Faça programas de fidelidade

Como “fazer programas de fidelidade”? É simples: trata-se de oferecer benefícios para que os clientes consumam o produto ou serviço de sua marca em vez de utilizarem os das empresas concorrentes.

Vale ressaltar que é essencial, antes de oferecer os benefícios, fazer uma análise dos dados dos consumidores. Assim, as vantagens realmente serão atrativas para eles. E, claro, não se pode esquecer de que as bonificações precisam gerar lucro (e não prejuízos) para a empresa.

Utilize redes sociais e e-mail marketing

É fato que as redes sociais têm se tornado cada vez mais eficientes na missão de aproximar clientes e marcas. Por isso, é quase inadmissível que as empresas não utilizem esse meio de maneira a manter um bom relacionamento com o público.

A presença em redes como Facebook, Instagram, LinkedIn e Twitter já é uma estratégia básica de marketing de relacionamento — e não mais um diferencial corporativo. A comunicação nessas plataformas ocorre de maneira quase imediata, sendo que as ações acabam tendo repercussões em um prazo extremamente curto.

Já o e-mail marketing tem sido uma das ferramentas mais poderosas no marketing de relacionamento. Esse reconhecimento se deve a seu poder de ser altamente personalizável, além de permitir que a empresa o utilize para várias ações, tais como:

  • criar uma relação de proximidade;
  • oferecer descontos, brindes, promoções e outros benefícios;
  • parabenizar os clientes em datas importantes;
  • ofertar novos produtos, estimulando o cross-selling e o upselling;
  • realizar pesquisas, a fim de saber as opiniões e sugestões dos consumidores;
  • oferecer conteúdos relevantes, que gerem valor ao público.

Realize um bom atendimento ao cliente

Oferecer um bom atendimento é ser muito mais do que educado. Qualquer empreendedor que deseja ter sucesso em seu negócio deve saber que honestidade e o bom tratamento dado aos clientes não devem ser ações diferenciadas, mas sim obrigatórias.

Aliás, a captação de um novo público está totalmente relacionada ao bom atendimento oferecido pela empresa. Mas, afinal, será que vale a pena mesmo investir em marketing de relacionamento? A resposta para essa pergunta é: com certeza!

Em um mercado cada vez mais competitivo, investir nessa estratégia é estar à frente da concorrência. Mais do que um produto ou serviço, seu negócio vai oferecer um relacionamento com o cliente — e é justamente a partir daí que ele vai decidir se continua com sua marca ou não.

E lembre-se de que o marketing de relacionamento não se refere apenas a um ótimo atendimento. Ele vai muito além: requer criatividade, competência e investimento para oferecer aos usuários produtos ou serviços diferenciados, que vão transformá-los em fãs.

Por isso, é preciso reforçar a importância de conhecer o consumidor. Só assim será possível atendê-lo de maneira personalizada, suprir suas necessidades e tirar suas dúvidas, resolvendo problemas que nem ele mesmo sabia que tinha.

Enfim, é fundamental lembrar que um dos principais objetivos de um negócio deve ser manter um relacionamento saudável e duradouro com os clientes, a fim de garantir sucesso e continuidade.

Em um mercado no qual o custo de um novo cliente é sete vezes maior do que reter um consumidor antigo, investir em marketing de relacionamento torna-se a escolha mais sábia para que sua empresa sobreviva e prospere.

E então, o que achou deste artigo? Gostou? Aproveite a visita e assine nossa newsletter. Assim, você receberá todas as novidades diretamente em sua caixa de entrada!


Compartilhe:

Outros Artigos Relacionados

Comentários