Conheça os tipos de furtos em supermercados e como evitá-los - Blog da Casa Magalhães Conheça os tipos de furtos em supermercados e como evitá-los

Os tipos de furtos em supermercados e como evitá-los

Autor: Casa Magalhães Assunto: Data: 12/02/2021
furtos em supermercados

Furtos em supermercados são comuns e esse triste fato traz um impacto negativo na receita da empresa.

Uma pesquisa feita pela Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) mostrou que o setor supermercadista registrou R$ 6,7 bilhões em perdas no ano de 2018.  Logo, os furtos somam 7% deste total. 

Ter um setor de prevenção de perdas é vital para reduzir essas taxas.

Nesse texto apresentaremos:

  • os tipos mais comuns de furtos em supermercados
  • formas de abordar suspeitos de furtos 
  • dicas para prevenir furtos em supermercados

Furtos em supermercados não tem classe definida

Ninguém está isento e todos são suspeitos! 

Isso porque, clientes com maior poder aquisitivo também cometem furtos. Contudo, a diferença é o tipo de mercadoria furtada.

Uma vez que os furtantes das classes C e D buscam produtos de mercearia, bebidas e perfumaria, as classes A e B têm como alvo os queijos finos e bebidas elitizadas. Portanto, fuja dos padrões na hora de identificar os furtantes.

Existem três tipos diferentes de furtantes em supermercados.

Então vamos a eles:

  • O furtante ocasional é aquele que compra um produto e leva outro como “brinde”. A frase “a ocasião faz o ladrão”, traduz muito bem os atos destes indivíduos.
  • O furtante impulsivo são os cleptomaníacos, que fazem furtos por compulsão e não para venda ou outro fim específico.
  • Já o furtante profissional vai ao supermercado com o objetivo de furtar. São mais organizados no momento do roubo e tem em mente os itens exatos e de fácil revenda. Estes “clientes” ,em geral,  fazem parte de quadrilhas e utilizam meios para ocultar os itens.

Como identificar um suspeito de furto

Mais a frente falaremos sobre como lidar com os diferentes tipos de furtantes, mas antes é importante você conhecer alguns comportamentos que podem identificar os suspeitos:

  • Observar muito o ambiente e olhar bastante para os lados;
  • Deixar um produto cair no chão de propósito, com o objetivo de escondê-lo;
  • Ficar muito tempo em pontos cegos dos funcionários ou áreas sem muito movimento;
  • Mexer diversas vezes em bolsas e sacolas no local de escolha das mercadorias;
  • Fingir olhar produtos, em prateleiras mais altas ou levando a mercadoria a altura dos olhos, para observar a movimentação de funcionários.

Os itens mais visados nos casos de furtos em supermercados

Os três itens mais subtraídos são: os doces, com 25% de participação nas perdas; as bebidas (22%) e carnes (14%).

Agora, quando o assunto é o prejuízo gerado, as carnes ficam em primeiro lugar, com 28% das perdas. Em seguida, as bebidas com 21% e os eletrônicos com 17% de prejuízo.

Outros itens furtados de destaque, seja em volume ou valor, são os desodorantes, lâminas de barbear e demais itens de perfumaria, laticínios e os chips para aparelhos móveis.

Por isso, mantenha atenção redobrada nas sessões que possuem essas mercadorias e oriente os seus funcionários a monitorar qualquer atividade suspeita.

Os tipos mais comuns de furtos em supermercados

Todos os dias surgem novos tipos de furtos em supermercados. Entretanto, alguns truques são mais comuns e você já deve ter topado com eles.

Furtos realizados por clientes 

  • A ocultação de produtos é um dos tipos mais comuns de furtos em supermercados, onde o cliente esconde itens em roupas e bolsas. Por isso, fique atento a pessoas com casacos, paletós, guarda-chuvas, bolsas ou sacolas reutilizáveis a tiracolo e até mesmo livros.
  • A troca de etiquetas pode acontecer de diferentes formas, seja trocando a etiqueta das mercadorias ou até mesmo os conteúdos das embalagens.
  • As embalagens recheadas com outros produtos, são outra forma de furto comum, onde os clientes ocultam itens dentro de embalagens grandes e de fácil abertura, como sacos de carvão e outros.
  • As mães furtantes são aquelas que utilizam a parte inferior dos carrinhos de bebê, barrigas falsas e até as cobertas de bebês para ocultar produtos nos supermercados.
  • Os carrinhos de dois andares podem ser fonte de prejuízos. Isso porque, muitas vezes, clientes mal intencionados colocam itens na parte inferior dos carrinhos e passam pelo caixa sem que os atendentes percebam.

Furtos realizados por funcionários 

Os roubos também podem estar vindo de dentro do seu negócio. Em outras palavras, são feitos por funcionários e entregadores. Os tipos mais comuns de furtos internos são:

  • No peso adulterado. Por exemplo, quando um entregador utiliza algum recurso para alterar o peso original das mercadorias e injetar água em produtos congelados;
  • O empilhamento falso ocorre quando, no momento do estoque dos produtos, monta-se uma camada com itens a menos, desviando essa parte;
  • A violação de embalagens ocorre quando o conteúdo das embalagens são retirados ou trocados parcialmente e em seguida o lacre de fábrica é reposto.
  • Na contagem incorreta os furtantes buscam confundir o conferente com o objetivo de entregar menos itens do que o faturado, isso é feito, no geral,  no momento da contagem.
  • A ocultação de produtos em bolsas ou objetos também são realizadas por parte dos funcionários, entretanto os colaboradores possuem outras formas de esconder mercadorias.

Há casos em que funcionários ocultam itens dentro das embalagens de produtos preparados no local (como bolos e bandejas de queijo fatiado). Em seguida, essas mercadorias são sinalizadas para que um cúmplice se passe por cliente e realize a compra.

Vale salientar que além do prejuízo com a perda da mercadoria, algumas dessas ações podem gerar insatisfação por parte dos clientes, uma vez que os produtos alterados podem chegar nas mãos do consumidor final.

Como abordar um suspeito de furtos em supermercados

Já sabemos quem são os furtantes, quais os itens buscam e como agem. Agora,  o que fazer diante de atitudes suspeitas? Como evitar que essas ações aconteçam?

Vamos as respostas.

Algumas empresas – que não possuem uma orientação correta — costumam abordar o “cliente” no momento que o item foi ocultado e por isso, correm o risco de sofrer ações por danos morais.

Caso seja necessária a abordagem, faça de forma discreta e após a área física dos caixas. Pois assim, a pessoa não poderá alegar que ainda irá pagar pelo produto.

Para evitar a abordagem direta, contudo , é vital inibir a ação destes “clientes” ainda na área de vendas:

  • Para o furtante ocasional opte por ações preventivas, como oferecer cestas da loja e vistoriar as atividades realizadas no local.
  • Já para os furtantes impulsivos, a melhor é o controle, feito a distância, da equipe de segurança.
  • Para o último grupo, de furtantes profissionais, é necessário uma vigilância mais próxima por parte da equipe de segurança e a supervisão constante por meio de câmeras.

Como evitar e reduzir os furtos em supermercados 

Todavia, existem processos e equipamentos que podem te ajudar na prevenção e controle dos furtos em supermercados. 

Recrutamento e comprometimento dos funcionários

Ao realizar a seleção, além das aptidões e habilidades para o cargo, avalie a conduta e histórico de cada candidato. Ademais, tenha programas que os mantenham motivados e engajados.

Invista em tecnologia 

Dentre as opções, as mais comuns são sistemas de CFTV (circuito fechado de TV), alarmes de acesso, soluções de monitoramento de frente de caixa, software de controle de perdas e sistemas que permitem a realização de inventários.

Realize treinamentos e mude o layout

Capacite sua equipe para identificar os casos de furtos e saber o que fazer na hora, ou até mesmo antes que eles ocorram.

Em seguida, elimine os pontos cegos das câmeras, use espelhos e expositores baixos que não obstruam a visão das câmeras.

Monitoramento

Monitore todas as sessões o maior tempo possível, gerencie o horário de trabalho das equipes para evitar falhas e não obstante, tenha um agente de prevenção de perdas sempre a postos nos corredores e nas saídas do ponto de venda. 

Por fim, esperamos que essas dicas te ajudem a reduzir os furtos e evitar as perdas.

Quer mais conteúdo como esse? Então, preencha o formulário abaixo.

 

 

Compartilhe:

Outros Artigos Relacionados

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.