Sinalização de segurança para supermercados: o guia completo!

Autor: Casa Magalhães Assunto: Data: 07/08/2020
Sinalização de segurança para supermercados: guia completo!

Se você é empreendedor, provavelmente já sabe das medidas e tem noção da sinalização de segurança para supermercados necessária para preservar a integridade física dos seus funcionários e clientes, e, ainda, ficar em dia com a fiscalização.

O próprio governo exige uma série de documentos que possam atestar que o local está operando dentro de todas as regularidades – os chamados alvarás.  Entretanto, existe uma medida que muitos proprietários de mercados ignoram: a sinalização de segurança.

Neste post, vamos explicar a importância de instalar essa medida de proteção em seu supermercado. Continue lendo!

O que é a sinalização de segurança?

A sinalização de segurança para supermercados é um apoio visual que serve para identificar riscos e prevenir acidentes.

O uso de placas, luzes e outros mecanismos podem ser muito úteis no ambiente de trabalho, já que orientam os funcionários e clientes do risco existente em determinados locais, áreas de acesso restrito e saídas de emergência. Ainda, alertam para a importância de seguir procedimentos específicos de segurança.

Qual é a importância da sinalização para supermercados?

A sinalização de segurança é um elemento indispensável em situações de emergência, pois orientam as pessoas que estão dentro do estabelecimento a tomarem as medidas certas. Como por exemplo, encontrar a saída de emergência ou utilizar algum equipamento de segurança.

Entretanto, não são apenas nas situações de risco iminente que a sinalização de segurança se faz necessária. Enfim, situações absolutamente corriqueiras, como um piso molhado ou um objeto obstruindo a passagem dos consumidores, já exigem o uso de uma placa para indicar cautela.

Além disso, algumas alas do supermercado merecem cuidados muito específicos de higiene, como o açougue, a padaria e o setor de laticínios.

Adotar a medida pode reforçar a consciência dos seus funcionários dentro do ambiente de trabalho a utilizarem equipamentos de proteção ou a ter atenção redobrada durante alguma operação. Ou seja, tomar tal providência diminui o risco de erro humano.

Como usar a sinalização de segurança?

Quando a instalação é feita corretamente, a sinalização permite que clientes possam se orientar melhor dentro do estabelecimento, transitando com facilidade entre as alas e setores do supermercado.

Em situações inesperadas, como um incêndio ou queda de luz, a sinalização de segurança deve ter o mesmo propósito: o de levar os clientes para o lugar certo, a saída. Para isso, luzes de emergência são o mais indicado para situações de perigo.

É importante ressaltar que a correta distribuição e colocação das placas, letreiros e luzes de emergência é igualmente importante para garantir a segurança do local. Por isso, é fundamental que a sinalização de segurança esteja visível, ou seja, que chame bastante a atenção. 

Ela não pode estar nem minimamente camuflada por um móvel, uma coluna ou por plantas, por exemplo.Além disso, a preservação também é fundamental. 

É natural que o tempo desgaste a cor ou o letreiro de uma placa, por exemplo. Portanto, é importante fazer a substituição ou reparo da sinalização sempre que necessário, de modo a evitar acidentes.

Para que a medida seja eficiente, ela deve seguir as regras da Norma Regulamentar 26, a NR-26. Abaixo, explicamos melhor do que se trata.

O que é a NR-26?

A utilização adequada da sinalização de segurança para supermercados é indicada pela Norma Regulamentar 26. Logo, a regra trata do uso correto das cores – que devem obedecer um padrão – a serem utilizadas nos locais de trabalho de modo a identificar equipamentos de segurança, delimitar áreas de acesso, identificar canalizações e advertir contra demais riscos.

Sinalização de segurança para supermercados

O que significa cada cor na sinalização de segurança?

Já a NBR 7195 define quais as cores empregadas para cada tipo de sinalização. Confira abaixo o que cada cor indica:

  • Vermelho: é utilizada para auxiliar em situações de proteção e combate ao fogo. Também identifica sinais de proibição.
  • Amarelo: a cor é usada para indicar cautela. É comumente utilizada em corrimões, parapeitos, pisos, elevadores e equipamentos de transporte e manipulação de material.
  • Branco: demarcar passarelas, faixas de segurança, setas de sinalização de sentido e circulação, localização de coletores de resíduos e locais em torno dos equipamentos de socorro.
  • Preto: identifica coletores de resíduos, exceto os provenientes de serviços de saúde. Geralmente, também simbolizam canalizações de inflamáveis e combustíveis de alta viscosidade.
  • Azul: é a cor utilizada para demonstrar uma ação obrigatória, como uso de EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual).
  • Verde: indica segurança. Pode mostrar a localização de equipamentos usados em primeiros socorros, caixas contendo utensílios de segurança pessoal, sinalização das portas de entrada de salas de atendimento e emergência. Além disso, determinar quais são as áreas seguras e delimitar áreas de vivência.
  • Laranja: usada para apontar perigo. Pode ser utilizada em partes móveis de máquinas e equipamentos, faces e proteções internas de caixas de dispositivos elétricos, equipamentos aquáticos – como bóias e coletes salva-vidas – e sinalização de obras.
  • Púrpura: indica os perigos provenientes das radiações eletromagnéticas penetrantes e partículas nucleares.

Quais são os tipos de sinalização de segurança?

Além das cores, símbolos e luzes também contemplam os tipos de sinalização de segurança que servem para indicar ações e medidas de prevenção em diferentes cenários. Confira abaixo alguns exemplos:

  • indicativa de locais;
  • direcional;
  • segurança viária (transporte interno);
  • produtos químicos;
  • prevenção e combate a incêndio;
  • rota de fuga;
  • bloqueio de energia elétrica, energia pneumática, energia hidráulica e energia residual;
  • tubulações;
  • máquinas;
  • restrição de acesso;
  • uso de EPI’s (Equipamento de Proteção Individual).

Qual o treinamento necessário?

Conforme determina a NR-26, os funcionários e colaboradores do local devem receber um treinamento antes que a medida seja aplicada no estabelecimento.

Tal ação se faz necessária para que os trabalhadores possam compreender a rotulagem preventiva, além de entender os perigos, riscos, medidas de prevenção e procedimentos de segurança diante situações de emergência.

A sinalização de segurança para supermercados é uma providência extremamente necessária para a proteção dos seus funcionários, clientes e colaboradores. Sendo assim, lembre-se que tal medida deve responder às exigências da NR-26 e que a padronização é essencial, visto que é utilizada no mundo inteiro.

Quer continuar acompanhando os posts aqui do blog?  Então compartilhe nas redes sociais e não esquece de assinar nossa Newsletter! Até a próxima.

 


Compartilhe:

Outros Artigos Relacionados

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.