Confira 5 estratégias para aumentar as vendas em seu varejo

Autor: Casa Magalhães Assunto: Data: 4 de novembro de 2018
5 estratégias para aumentar as vendas

Para o leigo, a proposta parece simples: preço baixo = mais produtos vendidos. Só que o verdadeiro empreendedor sabe que não é bem assim que as coisas funcionam. É preciso estar atento a todo o universo que cerca o seu estabelecimento para, somente assim, poder oferecer não apenas um preço convidativo, mas também garantir a subsistência do negócio e aumentar as vendas.

Os gestores sempre buscam estratégias para conseguirem elevar os números de vendas no varejo, por isso, separamos algumas delas que são bem práticas e objetivas. Passando por diversos setores, para fazer com que tudo possa funcionar de forma satisfatória e em conjunto. Confira!

1. Invista em relacionamento

Além do impacto direto nos custos da execução, investir em estratégias de fidelização estabelece um crescimento satisfatório dos consumidores. Nesse caso, há pelo menos 2 vantagens imediatas para o negócio: evolução no ticket médio e acréscimo de promotores da marca.

É fato, clientes fiéis a uma determinada loja consomem mais nela, dado que creem na qualidade dos produtos e no ótimo atendimento prestado. Eles têm dúvidas, por exemplo, sobre entrega dentro do prazo, pois já dispuseram de boas experiências.

O aumento no número de promotores da marca é uma questão que precisa ser analisada com atenção. Atualmente, o cliente não tem mais um comportamento passivo no momento da compra, demandando maior participação.

E isso acontece na prática, a partir do compartilhamento de suas experiências. No cotidiano, logo, quanto maior a fidelidade dos clientes seu negócio tiver, mais serão as oportunidades de ter auxílio na promoção da marca.

Assim o pós-venda auxiliará na importância de preservar um histórico para agilizar o desenvolvimento do relacionamento diferenciado. Imagine que quem objetiva ter a fidelização dos clientes não quer somente atender o consumidor, mas sim acolher e cuidar desse relacionamento.

Essa responsabilidade não é tão difícil como aparenta, sobretudo se o gestor buscar uma boa plataforma de e-commerce. Com meios de automatização, fica simples ter acesso a relatórios de vendas completos, bem como planificar o envio de e-mails.

2. Treine e capacite os colaboradores

Não importa se sua equipe é composta por poucos profissionais, todos os colaboradores necessitam compreender que não trata-se somente um atendimento bom ao público. A meta é entender suas condições e, claro, atendê-las. Em hipótese, é fácil tutorar a valorização da experiência do usuário. Porém, na prática exige um pouco mais de cada colaborador.

Nesse caso, é preciso organizar o fluxo de informações da loja, criando regras claras para os procedimentos adotados no dia a dia, a fim de alcançar a excelência no serviço prestado.

Uma equipe bem preparada faz a diferença em momentos de crise. Os vendedores necessitam sempre ser mais proativos e os gestores devem fazer reuniões frequentemente, acompanhar os números e ter um plano de ação.

3. Use estratégias de vendas em épocas de sazonalidade

Contudo, as vendas podem aumentar somente quando as datas comemorativas estão por chegar? Não, contanto que a sazonalidade seja usada a seu favor.

Por exemplo, nas épocas em que a procura diminui, oferecer descontos é uma boa estratégia. Sobretudo porque há clientes que esperam esses dias de menor demanda chegarem para conseguir preços mais baratos.

Além disso, nos tempos em que há menos clientes nas lojas, os vendedores podem dedicar uma atenção maior e personalizada a elas. Essas ações incentivam o cliente a comprar e também o fideliza para que retorne à loja em qualquer época do ano.

4. Utilize a tecnologia a seu favor para aumentar as vendas

A tecnologia é uma ferramenta vantajosa para aumentar as vendas, ela é menos complicada do que se pensa. Então, veja abaixo as tecnologias para o varejo para aumentar as vendas e melhorar experiência dos clientes.

Inteligência de merchandising

Quando um apresentador de TV fica de olho na audiência ao vivo e nas menções no Twitter, é para conduzir as atrações de forma a atrair e reter o público e aumentar o engajamento. Do mesmo modo, qualquer varejista consegue hoje acompanhar em tempo real quantas pessoas entraram na loja ao longo do dia e quais áreas mais atraíram o interesse ou causaram problemas.

Prestando atenção ao que funciona, o gerente altera layouts e ajusta campanhas ao longo da semana. As ferramentas usadas para entender esse cliente são duas:

  • enumeração de pessoas: realizada na entrada da loja, facilita ver os picos de visitação e remanejar colaboradores para um atendimento otimizado;
  • mapas de calor: evidenciam onde concentraram-se mais clientes e auxiliam a descobrir o que realmente tem bons resultados nas gôndolas e mostruários.

Perfil demográfico do cliente

A análise demográfica permite saber se, nas semanas anteriores às datas comemorativas, há mudança no perfil do público. Conhecimento que orienta ações de Marketing em favor de uma experiência ainda melhor para os clientes.

Isso também vale para medir a efetividade de campanhas criadas para atingir um público específico (se um shopping investe em ações para incrementar a visitação de mulheres entre 30 e 50 anos, por exemplo, é importante saber se teve sucesso). Afinal, a presença do cliente naquele espaço e seu perfil são dicas valiosas.

Gestão de filas

Uma tendência forte é o próprio varejista determinar o número máximo de pessoas na fila. Isso mesmo: quem vai determinar o tamanho da fila não é o cliente. A tecnologia é bem interessante.

Assim que a câmera percebe a chegada de uma pessoa além do estipulado, ela envia um comando para que um novo caixa seja aberto, e ainda envia, na mesma hora, uma mensagem ao celular do gerente.

Sistemas de som inteligentes

É ótimo estar na fila para pagar e ouvir, pelos alto-falantes IP embutidos no teto, que existem caixas sem filas no piso superior. Também é difícil resistir ao impulso das ofertas-relâmpago anunciadas pelo sistema de som no final de semana.

Esses anúncios, que podem ser pré-gravados ou ao vivo usando um microfone IP causam um impacto evidente. Outros efeitos passam mais despercebidos, quando a loja toca uma música tranquila, o cliente tende a prolongar sua permanência.

5. Considere a experiência do consumidor na loja

Melhorar a experiência do consumidor é sinônimo de aumentar as vendas de uma loja. Por isso, vamos listar aqui algumas formas para o gestor torne esse processo perfeito dentro do seu negócio. Confira!

  • cuide do ambiente físico da sua loja;
  • monte uma excelente fachada;
  • se preocupe com a identidade visual da loja;
  • dê atenção especial à parte interna;
  • tenha uma boa localização.

Em resumo, para ajudar ao gestor estruturar as suas próximas estratégias sobre como aumentar as vendas no varejo, nós reunimos estas dicas mencionadas que têm tudo para fazer do seu empreendimento um grande sucesso e alavancar ainda mais sua marca.

Gostou do post? Então não deixe seus amigos sem conhecerem estas estratégias. Compartilhe o conteúdo e suas redes sociais e inscreva-se na nossa newsletter para receber mais conteúdos como este e descobrir novas formas de aumentar as vendas!


Compartilhe:

Outros Artigos Relacionados

Comentários