Decoração de restaurante: aprenda como surpreender o seu cliente!

Autor: Casa Magalhães Assunto: Data: 28/08/2018
Decoração de restaurante aprenda como surpreender o seu cliente!

Garantir uma atmosfera agradável para o cliente é uma estratégia de sucesso para qualquer estabelecimento comercial, principalmente quando se trata de decoração de restaurante.

Nesse contexto, para que a experiência do cliente seja mais do que satisfatória, nenhum detalhe pode passar despercebido. A decoração de restaurante como um todo é, certamente, um elemento que precisa receber uma atenção especial.

Ao cuidar desse importante aspecto, é preciso pensar e agir como se estivéssemos tratando da nossa própria casa, ou seja, com bastante planejamento e dedicação.

Sendo assim, é normal que as dúvidas comecem a surgir. Afinal, como montar uma decoração de restaurante que agrade o público?

Pensando nisso, para ajudá-lo nessa missão, preparamos seis dicas incríveis para você começar a decorar seu restaurante e surpreender os clientes! Acompanhe a seguir:

1. Conheça seu público

Se o seu restaurante oferece um ambiente mais familiar e acolhedor, voltado para um público acima dos 35 anos, não faria muito sentido decorá-lo com um tema esportivo, não é mesmo?

Por isso, antes mesmo de partir para a ação, é fundamental saber quem são as pessoas que frequentam o local, para depois cuidar da sua aparência.

Vamos supor que você seja proprietário de uma pizzaria, por exemplo. Nesse caso, pode ser interessante apostar em uma decoração que remeta a um estilo mais italiano, com cores que lembrem a bandeira da Itália, panos quadriculados nas mesas, móveis rústicos de madeira e uniformes mais tradicionais para o seu time de garçons.

Por outro lado, sua pizzaria pode ser do estilo “moderninha” e atrair um público mais jovem, que certamente vai preferir um ambiente despojado e confortável. Aqui, seria legal apostar em baias com sofás mais amplos, para acomodar grupos, música ambiente da moda e um cardápio com opções que vão além das pizzas e massas.

Sendo assim, cabe a você identificar quem são os frequentadores do seu estabelecimento e elaborar cada detalhe da decoração pensando neles.

2. Escolha o estilo adequado de decoração de restaurante

Se você já conhece a fundo o seu público e não restam dúvidas sobre o que eles gostam ou não, chegou a hora de definir o estilo que será a cara do estabelecimento.

Você poderá optar, por exemplo, por um estilo mais sóbrio e clean, no qual as linhas retas são a marca registrada de móveis, acabamentos de pisos, paredes e até das molduras dos quadros, que deverão ter uma temática mais minimalista.

Aqui, vale a pena usar espelhos e investir na iluminação, que deverá passar a sensação de um ambiente estimulante e acolhedor.

O estilo rústico também pode ser uma boa pedida. Nesse caso, a madeira deverá ser escolhida como material para o mobiliário, balcão e até para as mesas e cadeiras do restaurante.

Paredes, teto e piso deverão obedecer ao estilo, tendo como revestimento o concreto ou mesmo materiais como cerâmica, mármore, cimento queimado ou piso vinílico.

Por fim, a temática vintage está em alta, podendo funcionar independentemente da faixa etária predominante entre os frequentadores da casa.

Nesse estilo, você poderá lançar mão de elementos que levem as pessoas direto para as décadas de 40, 50 e 60. Cores mais chamativas darão o tom da pintura das paredes, o piso poderá ser xadrez em preto e branco e pode ser uma boa sacada apelar para a boa e velha jukebox no meio do salão.

3. Inove nos uniformes dos colaboradores

Ok, os uniformes da sua equipe podem até não compor exatamente a decoração, mas são peças muito importantes na hora de avaliar o visual e o aspecto de um estabelecimento como um todo.

Portanto, se você quer garantir o sucesso na decoração de restaurante, deve incluir o uniforme de garçons, hostess, caixas e atendentes como parte do processo de construção de imagem.

Assim como o atendimento, o treinamento e o uso de sistemas de automação para restaurantes, a indumentária deve ser tratada não como detalhe, mas como item fundamental em seu checklist de prioridades.

Estabelecido o estilo da casa, o uniforme de seus colaboradores naturalmente deverá acompanhar o que foi escolhido.

Se optar pelo estilo vintage, por exemplo, uniformes de época são a melhor pedida. Se a escolha for pelo estilo rústico, o cuidado deve ser para garantir uniformes que sejam adequados, mas sem descuidar da boa aparência: ser rústico não significa desleixo.

O importante é vestir as pessoas que cuidarão dos seus clientes de maneira a dialogar com a decoração da casa, causando empatia nas pessoas antes mesmo delas fazerem seus pedidos.

4. Deixe espaços para circulação

Um ambiente bem decorado deve equilibrar não apenas os aspectos físicos e a harmonia entre eles. Mobília, utensílios, quadros e peças decorativas, além de compor o visual, precisam ser parte integrante de espaços de circulação.

Tudo o que você precisa é deixar as pessoas à vontade em seu restaurante e, para isso, é igualmente importante respeitar os espaços por onde elas circulam. Fique atento à distribuição de mesas, cadeiras e objetos decorativos para que nenhum deles torne-se um obstáculo para o trânsito de clientes e profissionais.

5. Cuide das cores

Não menos importante, as cores predominantes devem obedecer ao padrão escolhido de acordo com o perfil do cliente e do estilo a seguir.

Se você optar por um estilo mais clean, preto e branco, assim como tons prateados e materiais como aço escovado, são boas escolhas para móveis e utensílios.

A lógica é aplicável para qualquer estilo que você venha a escolher. Nessa hora, o apoio de um designer de móveis ou de um decorador pode fazer toda a diferença.

6. Saiba o que evitar

Se por um lado você precisa saber que tipo de materiais pode e deve usar para causar uma boa impressão e atrair mais clientes, por outro, também é necessário saber o que evitar para não afugentá-los.

A abertura da cozinha, por exemplo, é um ponto crítico. A Anvisa disponibiliza um regulamento de boas práticas para restaurantes abrangente, mas nem sempre os proprietários conseguem identificar o limite entre o que é ser transparente e o que precisa ser evitado.

Embora em cidades como Rio de Janeiro e São Paulo a maior parte dos estabelecimentos permita a visitação da cozinha pelos clientes, é preciso evitar uma exposição demasiada para que o cheiro dos alimentos sendo preparados não invada o salão, causando desconforto.

O excesso na decoração também deve ser evitado. Avalie se o ambiente não conta com objetos demais e se as mesas dispõem de espaço suficiente para acomodar travessas, bandejas e outros recipientes usados para servir os pratos.

Agora que você já tem em mãos as melhores dicas para surpreender na decoração de restaurante, que tal colocá-las em prática? Lembre-se: quando o assunto é trazer o melhor para o cliente, todo detalhe faz a diferença!

Para ficar sempre por dentro de novidades e conteúdos relevantes como esse, não deixe de assinar a nossa newsletter.


Compartilhe:

Outros Artigos Relacionados

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.